Páginas

25 de dez de 2010

Calendário Séries 2011

Como os fanáticos por séries já sabem, agora nessa época as séries tão uma parada. Depois de muito trabalho, consegui um calendário para colocar aqui... Agora só nos resta esperar!


3 de janeiro - Castle,  Two and Half Man, Pretty Little Liars e Greek
5 de janeiro - Human Target
6 de janeiro - The Mentalist e The Big Bang Theory
17 de janeiro - House
18 de janeiro - White Collar
24 de janeiro - 90210 e Gossip Girl
25 de janeiro - Hellcats e One Tree Hill
27 de janeiro - Vampire Diaries e Nikita
28 de janeiro - Smallville e Supernatural


6 de fevereiro - Episódio especial de Glee após o Super Bowl
8 de fevereiro - Glee



23 de dez de 2010

Música: Boys Like Girls

Go
Little change of the heart
Little light in the dark
Little hope that you just might find
Your way up out of here
'Cause you've been hiding for days
Wasted and wasting away
But I got a little hope today
You'll face your fears
Yeah, I know it's not easy
I know that it's hard
Follow the lights to the city
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Believe the tunnel can end
Believe your body can mend
Yeah, I know you can make it through
'Cause I believe in you
So let's go put up a fight
Let's go make everything all right
Go on take a shot
Go give it all you got
Oh, yeah, I know it's not easy
I know that it's hard
No, it's not always pretty
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Don't wanna wake up to the telephone ring
Are you sitting down?
I need to tell you something
Enough is enough
You can stop waiting to breathe
And don't wait up for me
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Don't spend your whole life holding on

Série: New Amsterdam

Descobri essa série bem recentemente, apesar dela ser meio antiga - de 2008, e só foram lançados 8 episódios.
Mas sinceramente acho que essa série merecia mais que isso.
O bom, é que tem final. Talvez não seja o final ideal, mas ainda é um final.
Enfim, vamos a história...
Se trata de um imortal, que não é um vampiro nem um anjo. Apenas um humano abençoado, ou talvez amaldiçoado, depende de como cada um quiser olhar.
Ele era um conquistador holandês, que veio nos navios explorar e conquistar as novas terras da américa. Chegando aqui, defendeu um índia e esta, por agradecimento, deu vida eterna a ele até que encontre o verdadeiro amor. Essa é a origem de sua imortalidade. Bem original.
A terra que ele chegou e defendeu a índia era a que hoje é a ilha de Mahanttan em NY. Ele ficou por lá durante toda a vida, saindo apenas para lutar as grandes guerras.
Atualmente ele é um policial de homicídios e, como em toda a série policial, cada episódio ele resolve um assassinato.
Diferente dessa série é que ele teve filhos ao longo dos anos. Apesar de nunca ter encontrado aquela que lhe dará a mortalidade, já se casou diversas vezes e tem alguns filhos espalhados, que são mortais. Já tem netos, bisnetos e tudo, apesar de não manter contato.
Todo o episódio tem um caso atual e conta um pouco da história dele, em um caso antigo. Nem todas são felizes. As cenas são muito bem feitas e os atores são bem legais.
Durante todos os 8 episódios, o Jonh Amsterdam - personagem principal - tem um desejo pela morte, talvez pelo fato desta ser impossível pra ele. Ele arrisca tudo, faz tudo. Ele até fala, o que nos torna humanos e a morte. O que dá graça a vida, é a morte. São frases bem interessantes, que nos faz pensar na vida.
Ele esteve presente nos principais acontecimentos da cidade, e é quase que uma enciclopédia ambulante.
Gostei muito dessa história. Recomendo a quem tiver tempo sobrando nessas férias!

19 de dez de 2010

Série: boardwalk empire

Essa série chamou minha atenção pelo fato de ter sido renovada após o primeiro episódio. Isso ai... a audiência foi tão absurdamente alta nos EUA que depois de apenas 1 episódio com mais de 1 milhão de telespectadores, uma segunda temporada foi garantida.
A história não é exatamente o tipo de história que eu gosto, mas enfim... É um seriado de época, anos 20, durante a Lei Seca americana. Atlantic City é uma cidade que tem um porto muito importante para todo a região, e praticamente fica encarregada de receber toda a bebida alcoólica possível para consumir e distribuir por NY, Chigago e algumas outras cidades.
Corrupção é mostrada de todas as formas. Vale observar que muitas coisas ali existem atualmente no Brasil. O controle do tráfico, a campanha política, os acordos entre políticos para eleger pessoas que serão apenas peões nas mãos dos verdadeiros poderosos. A mudança que o povo quer, para não mudar nada no final. Tudo isso existe no Brasil atualmente. Acredito que deva existir ainda nos EUA, mas quem sabe?
Nessa primeira temporada, Al Capone ainda é um violento motorista do cara importante. Acredito que com o passar das temporadas, ele irá assumir seu papel de destaque...
Outro motivo que vale a pena conferir essa série é pela sua trilha sonora. Normalmente, isso não é uma coisa que se perceba, mas as músicas que finalizam cada episódio, são fantásticas. Eu fico vendo os créditos, apenas para ouvi-las.
Algumas passagens são tão peculiares, que deixarei em destaque. Como não encontrei o vídeo certo, colocarei aqui as falas.

Duas passagens interessantes do primeiro episódio da série:

Quando o Nucky (personagem principal e claro, político, gângster, benfeitor da cidade e etc) diz para Jimmy (até então seu motorista):
- regra numero 1 da política: nunca deixe a verdade ficar no caminho de uma boa história.

Uma simples conversa entre o Jimmy e a sua Mulher - Angie:
- Jimmy lendo o jornal - "Dempsey: o campeão não fugiu do recrutamento. Ele explica a sua situação durante a guerra"
Angie - "o que ele disse?"
Jimmy - Não sei. Sustentava a mãe. Um monte de besteiras"
Angie - "não escreveriam mentiras"
Jimmy - "Seja esperta Angie. É tudo mentira. Acha que alguém deixaria uma oportunidade dessas passar para ir lutar pelo seu país?"
Percebemos como a comunicação é vista desde aquela época!

Já no episódio 10 tem uma fala que achei bem interessante:
- "Preço das ações na Bolsa no registrador, resultado das corridas por telégrafos. Logo os rádios irão transmitir notícias minutos depois do acontecido. É a era da informação. E um homem de negócios vive e, às vezes, morre em seu valor."
Passam décadas, a tecnologia evolui, mas os discursos continuam os mesmos! e percebemos isso em várias outras passagens do seriado.

É um seriado interessante de se assistir, mas os episódios são longos. Em média 52min, típico de HBO...  A primeira temporada já acabou - nos EUA, com apenas 12 episódios. Vale a pena conferir.

16 de dez de 2010

Lapa: Teatro Mágico

Um show que é muito mais que um show!

Sempre tive curiosidade de conhecer o teatro mágico. Há um tempo atrás, tinha ouvido o CD deles, mas por tudo que me contavam, quis deixar a experiência de conhece-los pra uma coisa mais pessoal.
E diga-se de passagem, escolhi um momento ideal.

O show de sábado a noite na fundição foi sublime no mínimo. Apesar de problemas na estrutura - confesso que no começo fiquei com medo das meninas cairem daquela estrutura montada no meio do palco que balançava quando subiram pra tirar o pano. Não caiu. Não teve nenhum problema. E o show foi fantástico.

Numa das primeiras músicas, já entraram soltando fogo. Depois subiram no pano, na corda, no bambolê. Quando elas entravam no palco, já sabia que música viraria um simples complemento. Minha atenção total ficava nelas e em seu espetáculo a parte. Isso, obviamente, jamais seria possível em um CD, ipod ou qualquer outro equipamento de som.

No espetáculo ainda tem o palhaço que não canta, apenas anda pelo palco e dança em algumas músicas, além de fazer um malabarismo com uma das meninas no final. Ele dá um toque diferente no palco, fazendo coisas engraçadas e prendendo minha atenção no espetáculo. Com ele, há risadas.

Esse espetáculo teve ainda a participação do Leoni. A verdade é que sou muito fã desse cara, mas por desencontros, esse também foi meu primeiro show dele! Da platéia dava para perceber como ele ficou nervoso de cantar as musicas do teatro, afinal, colocaram uma colinha no chão pra o vocalista do teatro mágico com as musicas dele, mas não deram uma cola das musicas do teatro pra ele... Faz parte de ser artista...

Mas sem dúvida, eles cantando "Garotos" tornou o espetáculo mais que especial pra mim. Adoro essa música de muito tempo, e sempre quis ouvi-la ao vivo. Essa foi a primeira vez, espero que de muitas outras.

O Show de quase 3 horas de duração, em uma das casas mais legais da Lapa, tornou especial meu primeiro encontro com essa banda, que para se diferenciar, se vestem de palhaços e piratas. Em suas músicas temos violino, sax, clarineta, cavaquinho, entre outros instrumentos mais usuais em uma banda. As músicas são fantásticas também. As letras te fazem pensar, e os ritmos, dão vontade de dançar. Algumas músicas tem o ritmo parecido com forró. Se a fundição não tivesse tão cheia, sem dúvida teria dançado muito.

Agora sim posso pegar os cd's e ouvir com calma as músicas. Próximo show deles no RJ, estarei presente!  E farei bolinhas de sabão no meio!

Eles podiam fazer um show na praia! Ia ser imperdível!!!

Agradeço a Gisele por ter me chamado pra ir, e a Mary e a Mille por irem com a gente! Acho que todos tiverem um sábado a noite digno de recordar!

3 de dez de 2010

Desistir

É muito difícil desistir de alguma coisa. Talvez mais difícil ainda do que seguir em frente.

Admitir que estava errado, que fez uma escolha ruim, que ali não é o seu lugar... isso são coisas realmente difíceis de fazer.

Demorei 2 anos conseguir. 2 anos que segui em frente. 2 anos que perdi.

Quando as pessoas te falam pra você não desistir de um sonho, pense se é realmente do seu sonho que elas estão falando. Pessoas mudam, assim como sonhos. Você tem o direito de desistir!

Chega a doer fisicamente desistir de uma coisa que em algum momento você realmente gostou. Eu cheguei lá. Estava praticamente realizando um sonho. Mas acho que essa simplesmente não era a minha vida...

Se o sonho mudou, ou se eu mudei, ou o que de verdade aconteceu, nunca vou saber. Já pensei muito tempo nisso. Mas hoje, quando alguém me fala "não desista" eu tento pensar em todas as conseqüências de seguir em frente. Algumas são maiores e mais definitivas do que desistir.

Começar de novo não é vergonha. É coragem.

Ter coragem de abrir mão de uma coisa que deu errado, que está errado, é uma coisa bem complicada. Ouvir a decepção na voz dos outros, no olhar. Explicar para todos porque você resolveu mudar...

Se você está no começo, "ainda é muito cedo pra saber que você não gosta de verdade, as coisas mudam, ficam mais específicas", se está no meio ou no final, "mas agora? depois de todo esse tempo você vai jogar tudo fora?" As pessoas a sua volta nunca estão a seu favor. Apenas as poucas que já passaram pelo que você está passando... Admitir pra elas, para o mundo, que você está desistindo, talvez seja a coisa mais difícil de se fazer.

Desistir não é o problema. O problema é nem tentar.

Ainda é muito cedo pra dizer que minha mudança valeu a pena. Por enquanto, está valendo.

Uma coisa eu tenho certeza, não voltarei atrás. Não tentarei seguir em frente por um caminho que sei que não é o meu.

Mas eu vou continuar desistindo e seguindo o caminho que eu sentir que me dará maior felicidade.

Não estou dizendo para desistir no primeiro problema, porque acredite, não importa para onde você vai, sempre haverá problemas. Mas não tente seguir em frente quando o problema é maior do que você.

Certas coisas simplesmente não são para ser!

1 de dez de 2010

Série: Dexter

Vou escrever sobre essa série porque o episódio dessa semana foi muitoooooo bom!

Já está quase no final da 5ª temporada.

A história é sobre um serial killer que mata serial killers. Ele trabalha para polícia, e por incrível que parece, quem ensinou tudo a ele foi o PAI dele. Ele tem uma irmã, que para quem não sabe, na vida real, os atores são casados. (em uma fugida de fim de semana pra vegas!!!)

É um seriado com uma lógica muito simples e fácil de acompanhar. Em cada temporada, existe um serial killer master, que desafia o Dexter de alguma forma muito emocionante, e em cada episódio ele mata algum assassino menor. Não entrarei em detalhes, senão para quem não viu vai perder a graça.

O que digo é que na primeira temporada ele se considerava um monstro. Nesse último episódio, ele está se sentindo bem humano. Na verdade, quanto mais as temporadas passam, mais humano ele vai ficando. Na primeira temporada ele era bem robótico, tinha uma namorada que tinha traumas e por isso o namoro era só mão dadas. Por não ter sentimentos, ele tinha problemas com sexo. Mas ele superou isso. Se eu não me engano, no final da primeira temporada ainda...

Com o passar das temporadas, ele conseguiu uma família, e na temporada passada, ele ganhou um filho. Agora nessa temporada, está ele se virando para ser pai, serial killer, o homem do sangue da polícia de Miami, irmão e ainda tem uma nova mulher no pedaço. (diga-se de passagem, ela é a responsável por ele se sentir humano, depois de tirar uma vida humana - apesar dessa vida não merecer existir!)

O seriado se passa em Miami, e nessa temporada teve até um episódio que tocou um Funk carioca (aquele: "é som de preto, de favelado, mas quanto toca, ninguém fica parado"). Achei muito engraçadooo...

Enquanto o personagem vai ficando mais humano, sem deixar de matar os culpados, eu vou acompanhando aqui o trabalho espetacular de Michael C. Hall, que teve câncer ano passado, mas nem por isso deixou de gravar o final da 4ª temporada. Por isso demorou um pouco para voltar essa nova temporada...


E os escritores da série, estão sempre se superando!!!... Assistam!!! Vale muito a pena! O chato só é que os livros são atrasados, e já sabendo o final, acho que perdeu a graça ler os livros. Mas se você ainda não viu o seriado, leia os livros primeiro!!! haha