Páginas

19 de ago de 2010

Livro: Fallen

Para ser honesta, acabei comprando esse livro porque gostei da propaganda. Vi no cinema e dizia o seguinte:

" Se você se apaixonou por um vampiro, espere até conhecer um anjo".

Achei no mínimo interessante, e resolvi procurar o livro na loja para saber do que se trata.
A principio, pensei que seria uma espécie de crepúsculo, só que em vez de vampiros, seriam anjos. Só de ler a sinopse já se percebe algumas diferenças. No caso desse livro, ela fica em um internato, então acabei pensando uma mistura de Harry Potter com Crepúsculo. Achei uma combinação no mínimo interessante.

Acabei comprando. Resolvi dar uma chance. As histórias atualmente são sempre mais do mesmo.

O livro me surpreendeu. A história é boa, apesar de estar meio mal editado, com alguns erros de português, faltando algumas palavras. Sabe quando o livro muda de um parágrafo para o outro, mudando completamente de assunto e parece que você perdeu o que estava acontecendo? Você volta, procura, mas não acha aquilo que perdeu, pensa que para frente vão explicar, mas nada. Isso acontece algumas vezes nesse livro também.

Mesmo assim, ainda é um livro que prende a atenção. Claro que quando estamos falando de anjo caído, sempre acabamos nos deparando com o velho testamento, e toda a história de Lúcifer e o apocalipse.

Esse ainda é o primeiro livro da série - a continuação sai nos EUA final de setembro... O livro tem bastante mistério, o que me fez ler sem parar, tentando decifrá-lo. Se tratando de Bíblia, anjos caídos e inferno na terra, aposto como em algum momento a batalha do apocalipse irá acontecer, mas ainda não é nesse volume.

Lúcifer ainda não apareceu... ou pelo menos, não foi apresentado como tal.

Apesar desse fundo meio religioso no livro, a verdade é que não tem muito a ver não. É sempre interessante as histórias que inventam antes de chegar a grande batalha final, em que provavelmente será a humana Luce que irá decidi-la.

De qualquer jeito, vale a pena dar uma conferida...

15 de ago de 2010

Minha imaginação é muito mais legal!

Como eu estava lendo a seqüencia do Harry Potter deu vontade de ver os filmes. 
Desde o primeiro filme, que sempre saio do cinema muito decepcionada - no mínimo. Mas os dois primeiros filmes eu ainda comprei os filmes - quando lançaram em DVD - e ainda colecionei o álbum de figurinha. 
Mas ai veio o terceiro filme - que era o mais esperado, porque ainda hoje, é a história que mais gosto - e o filme foi uma porcaria... Sai chateada do cinema... Já tinha até comprado o álbum de figurinhas, tinha começado... parei na mesma hora. Desde então, até vou assistir os filmes no cinema, mas tento pensar que são coisas separadas.
No caso do sexto filme/livro de fato são coisas bem diferentes. A primeira cena do Harry no café da estação de trem... até agora estou procurando essa cena em algum livro. Eles praticamente mudaram a história. Na minha imaginação, tudo era bem mais legal!...
Não que os atores sejam ruins. A verdade, é que na minha imaginação os atores de fato já ganharam vida. Minhas cenas são com eles mesmo. O Harry é exatamente daquele jeito. A Hermione, o Rony, o Dumbledore também são os mesmo atores. Aliais, o Draco Malfoy também é bem perfeito... (Como as crianças cresceram certo? Do primeiro filme para esse último...). Eu visualizo bem eles na minha mente. E quando vejo o filme, procuro por aquelas cenas.. e aparecem essas coisas nada ver...
Desde quando a toca é queimada? Desde quando o Harry é um pegador? E desde quando as pessoas ficam no corredor do castelo se pegando? O Harry nunca quis esconder o livro de poções. Ele faz isso por força maior. E aquele beijo na Gina muito nada a ver... Esperava que fosse depois da partida de quadribol e não na sala precisa, escondido.


Enfim, apesar de ser uma completa apaixonada pelos livros, o filmes sempre me decepcionam...
Mas afinal, que filme é melhor que seu original no papel????
Na minha imaginação, as coisas são muito mais legais!!!



14 de ago de 2010

Sherlock Holmes

Sempre fui fascinada pelas histórias do famoso detetive Sherlock Holmes. Até a adolescência, acreditava que ele foi real.. Demorei muito tempo para descobrir que ele, na verdade, é apenas ficção. Mas as histórias dele  foram sobrevivendo ao tempo.

Agora, a BBC, canal Britanico de televisão, lançou uma minisérie de apenas 3 episódios de 1he30min cada sobre o Sherlock Holmes. Obviamente fui assistir para conferir.

O trabalho foi muito bem feito. A série está divertida e ao mesmo tempo cheia de mistérios. O Sherlock está mais metido que nunca. Sempre inteligente para descobrir sobre a vida das pessoas, e negando conhecimentos básicos como "a terra gira em torno do sol" - "para que vou encher minha cabeça com esse tipo de conhecimento, que não vai me ajudar a descobrir os mistérios".

A série tem direito a assino profissional, a contrabando por gangue chinesa, um irmão do Sherlock que se considera seu arqui-inimigo, e claro, o grande inimigo do Sherlock, o prof. Moriaty. Sempre por trás de todas as tramas.

Vale a pena dá uma conferida nessa série.

Obs. Com o sucesso desses três episódios, a BBC já se programou para fazer mais episódios. Ainda não se sabe quantos serão filmados, nem como será realizada essa segunda temporada, mas esta já está confirmada! Agora é só esperar por notícias.

7 de ago de 2010

Serie: Big Bang Theory

Para aqueles que se interessam, a volta de Big Bang theory a televisão já está marcada pra o dia 23 de setembro - nos EUA, claro (mas a gente dá um jeito de assistir por aqui).

De qualquer jeito, a CBS soltou o primeiro poster dessa nova temporada da série.



Bom, para os fanáticos por séries, como eu, setembro é um mês bem esperado, visto que muitas séries, mas muitas mesmo, estrearão no que eles chama de Fall Season (temporada de outono). Ou seja, volta tudo em setembro, além de estrear algumas outras que estou bem curiosa para ver.

4 de ago de 2010

Harry Potter

Ainda estou lendo os livros... verdade que praticamente 1 por dia - isso porque estou tentando ler devagar - então é o assunto que tenho para discutir.


Uma coisa que me faz admirar muito a série é a lógica das coisas. Como nada passou despercebido. Apesar só prestarmos atenção à Sirus Black no terceiro livro, se você leu com calma o primeiro, verá que Hagrid comenta sobre ele. Várias passagens dos primeiros livros são comentadas nos seguintes. Passagens que muitas vezes não percebemos. Não existe no Harry aquela história que acontece em muitas series e livros de aparecer uma cidade, um esporte ou qualquer outra coisa apenas na hora que foi comentada pelo protagonista. 
A história está lá, a situação existiu antes, mas você apenas não tinha percebido anteriormente por achar que não fazia diferença.


Essa é uma das 'vantagens' de reler um livro. Você presta atenção nesses detalhes. E, claro, encontra erros de tradução/escrita na sua edição. 


Continuando com Harry, estou no terceiro livro da série, que na minha opinião, é o melhor. 
Para começar, o Harry não luta com o Voldemort nesse edição. E ele conhece alguém da família que de fato gosta dele. Além disso, é o ultimo volume antes de começar a matança. 


A partir do quarto livro começa todo mundo a morrer. Até a coruja morre em um momento. Sobra apenas a geração do Harry - praticamente todos os mais velhos morrem na luta contra o Voldemort. 


Apesar de gostar muito da história, mesmo que o final tenha deixado muito a desejar - talvez porque eu tive alguns anos para pensar no final da história, muito tempo para bolar perguntas, e na verdade, ela não respondeu nem metade das minhas perguntas no último livro - tenho que admitir que a Rowling gosta de matar personagens. Precisava mesmo da coruja morrer? Até o elfo domestico do segundo livro morre. Será que era para mostrar que ninguém estava a salvo, nem mesmo os animais? Foi meio exagerado não?


Sobre o Harry, por enquanto é isso.


Obs. na minha edição da "Câmera Secreta" a araguogue não fala nada da menina morrer no banheiro, e essa é a chave pro Harry descobrir a entrada da câmera - falha da tradução ou erro da escritora???

3 de ago de 2010

Miley Cyrus - Can't Be Tamed

Admito que meu gosto musical é meio duvidoso. Gosto da musica da Miley. Na verdade, gosto da letra, a voz dela nem me agrada tanto, mas como é o pacote, fazer o que?

Can't be Tamed é o nome do ultimo CD e o nome de uma das musicas do mesmo. Confesso que quando ouvi a primeira vez, não curti muito. A unica musica que gostei foi a "Every rose has its thorn" que na verdade é da banda "poison". Mas depois, dei uma chance para o resto das musicas.

Elas são bonitas quando se percebe a letra. Essa música tem um letra bem particular, que acho que todas as meninas devem se identificar. "they try to change me, but they realize they can't" (eles tentam me mudar, mas percebem que não conseguem). Afinal, o mundo nunca nos quer do jeito que somos, e sempre temos que nos adaptar.

O clipe é bem estranho!... Quando vi a primeira vez, fiquei sem palavras. Não vi nada de Hannah Montana nessa musica ou nesse clipe. A garotinha da Disney cresceu e está tentando mostrar isso ao mundo.

Bom, ai vai a letra da musica e o clipe logo abaixo.

For those who don't know me
I can get a bit crazy
Have to get my way
24 hours a day, yep
Cuz I'm hot like that
Every guy everywhere
Just gives me mad attention
Like I'm under inspection
I always get til 10
Cause I'm built like that

I go through guys like money
Flyin' out the hands
They try to change me
But they realize they can't
And every tomorrow is 
A day I never plan
If you gonna be my man understand

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed

If there's a question about my intentions 
I'll tell ya
I'm not here to sell ya
Or tell you to go to hell
I'm not a brat like that
I'm like a puzzle but
All my pieces are jagged
If you can understand this
We can make some magic
I'm wrong like that

I wanna fly I wanna drive I wanna go
I wanna be a part of somethin' I don't know
And if you try to hold me back I might explode
Baby by now you should know

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed

Well I'm not a trick you play
I'm wired a different way
I'm not a mistake
I'm not a fake
It's set in my DNA
Don't change me
Don't change me
Don't change me
Don't change me
(I can't be tamed)

I wanna fly I wanna drive I wanna go
I wanna be a part of somethin' I don't know
And if you try to hold me back I might explode
Baby by now you should know

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed




Harry Potter e a Pedra Filosofal



Resolvi reler Harry Potter.


Acho que pela primeira vez lerei os 7 livros direto, sem outros livros no meio, sem ficar esperando o próximo sair.


A verdade é que enquanto saiam os últimos livros, não tinha paciência de pegar desde o primeiro para reler, afinal, as duas primeiras histórias não são tão boas comparadas com as ultimas. Além disso, como quando comecei a ler a história desse bruxinho, só existiam os dois primeiros livros, já conhecia essas histórias de cor.


- Sim, eu fui uma das primeiras fãs de Harry no Brasil. :)


Mas a verdade é que a "Pedra Filosofal" me surpreendeu. Tinha esquecido como o Harry era inocente, sem teorias da conspiração. Como ele não sabia que era famoso, e se sentia mal por atrair sem querer os olhares de todos. Ele não lembrava de ter feito nada, não pensava que era especial de qualquer forma. É engraçado perceber a família Wesley ainda achando que ele é o grande HARRY POTTER... E para quem não se lembra, a Hermione era realmente uma chatinha. Eles não gastavam dela! Aceitaram ela no grupo quase que por necessidade.


É divertido ler as perguntas do Harry para o Dumbledore e saber as respostas certas, mesmo que D. não tenha as tenha dado nesse livro. Perguntas que antes eu simplesmente ignorei e não achei muito importante...


Mas desde esse primeiro livro, a Rowling já mostrava um senso de lógica bastante dela. Só para para pensar nos desafios para chegar a pedra filosofal. Os amigos Harry não estão ali por acaso. A lógica da Hermione, o jogo de xadrez do Rony também... não lembro deles jogarem nos próximos livros... e claro, o quadribol do Harry. Parece que os professores fizeram aqueles desafios para que eles passassem, certo? E com o detalhe que eles aprenderam como passar no primeiro ano do colégio. Isso porque a pedra estava em segurança máxima!!!!


Como meu livro foi uma das primeiras edições aqui do Brasil está cheio de erros... ( será que valem muito dinheiro? Lembro que a primeira publicação foi vendida por milhões só porque o nome da JKRowling estava escrito errado!) - De qualquer jeito, o Malfoy é Drago, a Professora Spout ainda é homem, e a inscrição no espelho de OJESED não faz sentido nenhum.


Eu andava meio esquecida do amor que sentia por esse livro. Eles enrolaram tanto para sair os filmes e os livros, que fui crescendo e perdendo o interesse. Mas é só abrir o livro e dá uma chance de novo, que sou conquistada inteiramente. Leio sem parar. 

2 de ago de 2010

Primeiro Post

Primeira vez que escrevo um blog tendo noção do que estou fazendo. E na verdade não tenho muita certeza se realmente sei o que estou fazendo...
De qualquer jeito resolvi escrever isso aqui para registrar meus pensamentos sobre livros, seriados e filmes. 
Então prepare-se que vão ter muitas coisas...Para começar, eu sou meio lugar comum. Adoro os livros da moda.
Harry Potter e Crepúsculo são alguns dos livros que mais leio - e quando falo mais leio, é porque ler uma vez só é pouco... sempre leio mais vezes.Harry Potter e Crepúsculo são alguns dos livros que mais leio - e quando falo mais leio, é porque ler uma vez só é pouco... sempre leio mais vezes.
Quanto a seriados e filmes, gosto dos hollywodianos mesmo. Two and Half Man, The Big Bang Theory, Gossip Girl, 90210 são alguns dos que assisto sempre.Quanto a seriados e filmes, gosto dos hollywodianos mesmo. Two and Half Man, The Big Bang Theory, Gossip Girl, 90210 são alguns dos que assisto sempre.
câmeraSão raros os filmes alternativos que gosto. Para eu assistir, tem que ter no mínimo uma história legal e ser bem feito. Essas coisas estranhas, sem efeito nenhum, feito em câmera de fundo de quintal eu não curto não.
Já aviso que não sou muito revolucionária, mas quando estou de mau humor talvez deixe passar um pouco das minhas idéias mais assustadoras.Já aviso que não sou muito revolucionária, mas quando estou de mau humor talvez deixe passar um pouco das minhas idéias mais assustadoras.
Enfim, resolvi escrever esse blog devido a uma amiga - que sempre me ouviu pacientemente contar sobre o seriado que tinha descoberto no fim de semana, sobre o novo livro que estava lendo ou sobre o filme que assisti. Ela disse que seria legal um blog com meus comentários sobre isso. Bom, confio nela.
Por agora é isso...