Páginas

25 de dez de 2010

Calendário Séries 2011

Como os fanáticos por séries já sabem, agora nessa época as séries tão uma parada. Depois de muito trabalho, consegui um calendário para colocar aqui... Agora só nos resta esperar!


3 de janeiro - Castle,  Two and Half Man, Pretty Little Liars e Greek
5 de janeiro - Human Target
6 de janeiro - The Mentalist e The Big Bang Theory
17 de janeiro - House
18 de janeiro - White Collar
24 de janeiro - 90210 e Gossip Girl
25 de janeiro - Hellcats e One Tree Hill
27 de janeiro - Vampire Diaries e Nikita
28 de janeiro - Smallville e Supernatural


6 de fevereiro - Episódio especial de Glee após o Super Bowl
8 de fevereiro - Glee



23 de dez de 2010

Música: Boys Like Girls

Go
Little change of the heart
Little light in the dark
Little hope that you just might find
Your way up out of here
'Cause you've been hiding for days
Wasted and wasting away
But I got a little hope today
You'll face your fears
Yeah, I know it's not easy
I know that it's hard
Follow the lights to the city
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Believe the tunnel can end
Believe your body can mend
Yeah, I know you can make it through
'Cause I believe in you
So let's go put up a fight
Let's go make everything all right
Go on take a shot
Go give it all you got
Oh, yeah, I know it's not easy
I know that it's hard
No, it's not always pretty
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Don't wanna wake up to the telephone ring
Are you sitting down?
I need to tell you something
Enough is enough
You can stop waiting to breathe
And don't wait up for me
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
Get up and go
Take a chance and be strong
Or you could spend your whole life holding on
Don't look back; just go
Take a breath, move on
Or you could spend your whole life holding on
You could spend your whole life holding on
Don't spend your whole life holding on

Série: New Amsterdam

Descobri essa série bem recentemente, apesar dela ser meio antiga - de 2008, e só foram lançados 8 episódios.
Mas sinceramente acho que essa série merecia mais que isso.
O bom, é que tem final. Talvez não seja o final ideal, mas ainda é um final.
Enfim, vamos a história...
Se trata de um imortal, que não é um vampiro nem um anjo. Apenas um humano abençoado, ou talvez amaldiçoado, depende de como cada um quiser olhar.
Ele era um conquistador holandês, que veio nos navios explorar e conquistar as novas terras da américa. Chegando aqui, defendeu um índia e esta, por agradecimento, deu vida eterna a ele até que encontre o verdadeiro amor. Essa é a origem de sua imortalidade. Bem original.
A terra que ele chegou e defendeu a índia era a que hoje é a ilha de Mahanttan em NY. Ele ficou por lá durante toda a vida, saindo apenas para lutar as grandes guerras.
Atualmente ele é um policial de homicídios e, como em toda a série policial, cada episódio ele resolve um assassinato.
Diferente dessa série é que ele teve filhos ao longo dos anos. Apesar de nunca ter encontrado aquela que lhe dará a mortalidade, já se casou diversas vezes e tem alguns filhos espalhados, que são mortais. Já tem netos, bisnetos e tudo, apesar de não manter contato.
Todo o episódio tem um caso atual e conta um pouco da história dele, em um caso antigo. Nem todas são felizes. As cenas são muito bem feitas e os atores são bem legais.
Durante todos os 8 episódios, o Jonh Amsterdam - personagem principal - tem um desejo pela morte, talvez pelo fato desta ser impossível pra ele. Ele arrisca tudo, faz tudo. Ele até fala, o que nos torna humanos e a morte. O que dá graça a vida, é a morte. São frases bem interessantes, que nos faz pensar na vida.
Ele esteve presente nos principais acontecimentos da cidade, e é quase que uma enciclopédia ambulante.
Gostei muito dessa história. Recomendo a quem tiver tempo sobrando nessas férias!

19 de dez de 2010

Série: boardwalk empire

Essa série chamou minha atenção pelo fato de ter sido renovada após o primeiro episódio. Isso ai... a audiência foi tão absurdamente alta nos EUA que depois de apenas 1 episódio com mais de 1 milhão de telespectadores, uma segunda temporada foi garantida.
A história não é exatamente o tipo de história que eu gosto, mas enfim... É um seriado de época, anos 20, durante a Lei Seca americana. Atlantic City é uma cidade que tem um porto muito importante para todo a região, e praticamente fica encarregada de receber toda a bebida alcoólica possível para consumir e distribuir por NY, Chigago e algumas outras cidades.
Corrupção é mostrada de todas as formas. Vale observar que muitas coisas ali existem atualmente no Brasil. O controle do tráfico, a campanha política, os acordos entre políticos para eleger pessoas que serão apenas peões nas mãos dos verdadeiros poderosos. A mudança que o povo quer, para não mudar nada no final. Tudo isso existe no Brasil atualmente. Acredito que deva existir ainda nos EUA, mas quem sabe?
Nessa primeira temporada, Al Capone ainda é um violento motorista do cara importante. Acredito que com o passar das temporadas, ele irá assumir seu papel de destaque...
Outro motivo que vale a pena conferir essa série é pela sua trilha sonora. Normalmente, isso não é uma coisa que se perceba, mas as músicas que finalizam cada episódio, são fantásticas. Eu fico vendo os créditos, apenas para ouvi-las.
Algumas passagens são tão peculiares, que deixarei em destaque. Como não encontrei o vídeo certo, colocarei aqui as falas.

Duas passagens interessantes do primeiro episódio da série:

Quando o Nucky (personagem principal e claro, político, gângster, benfeitor da cidade e etc) diz para Jimmy (até então seu motorista):
- regra numero 1 da política: nunca deixe a verdade ficar no caminho de uma boa história.

Uma simples conversa entre o Jimmy e a sua Mulher - Angie:
- Jimmy lendo o jornal - "Dempsey: o campeão não fugiu do recrutamento. Ele explica a sua situação durante a guerra"
Angie - "o que ele disse?"
Jimmy - Não sei. Sustentava a mãe. Um monte de besteiras"
Angie - "não escreveriam mentiras"
Jimmy - "Seja esperta Angie. É tudo mentira. Acha que alguém deixaria uma oportunidade dessas passar para ir lutar pelo seu país?"
Percebemos como a comunicação é vista desde aquela época!

Já no episódio 10 tem uma fala que achei bem interessante:
- "Preço das ações na Bolsa no registrador, resultado das corridas por telégrafos. Logo os rádios irão transmitir notícias minutos depois do acontecido. É a era da informação. E um homem de negócios vive e, às vezes, morre em seu valor."
Passam décadas, a tecnologia evolui, mas os discursos continuam os mesmos! e percebemos isso em várias outras passagens do seriado.

É um seriado interessante de se assistir, mas os episódios são longos. Em média 52min, típico de HBO...  A primeira temporada já acabou - nos EUA, com apenas 12 episódios. Vale a pena conferir.

16 de dez de 2010

Lapa: Teatro Mágico

Um show que é muito mais que um show!

Sempre tive curiosidade de conhecer o teatro mágico. Há um tempo atrás, tinha ouvido o CD deles, mas por tudo que me contavam, quis deixar a experiência de conhece-los pra uma coisa mais pessoal.
E diga-se de passagem, escolhi um momento ideal.

O show de sábado a noite na fundição foi sublime no mínimo. Apesar de problemas na estrutura - confesso que no começo fiquei com medo das meninas cairem daquela estrutura montada no meio do palco que balançava quando subiram pra tirar o pano. Não caiu. Não teve nenhum problema. E o show foi fantástico.

Numa das primeiras músicas, já entraram soltando fogo. Depois subiram no pano, na corda, no bambolê. Quando elas entravam no palco, já sabia que música viraria um simples complemento. Minha atenção total ficava nelas e em seu espetáculo a parte. Isso, obviamente, jamais seria possível em um CD, ipod ou qualquer outro equipamento de som.

No espetáculo ainda tem o palhaço que não canta, apenas anda pelo palco e dança em algumas músicas, além de fazer um malabarismo com uma das meninas no final. Ele dá um toque diferente no palco, fazendo coisas engraçadas e prendendo minha atenção no espetáculo. Com ele, há risadas.

Esse espetáculo teve ainda a participação do Leoni. A verdade é que sou muito fã desse cara, mas por desencontros, esse também foi meu primeiro show dele! Da platéia dava para perceber como ele ficou nervoso de cantar as musicas do teatro, afinal, colocaram uma colinha no chão pra o vocalista do teatro mágico com as musicas dele, mas não deram uma cola das musicas do teatro pra ele... Faz parte de ser artista...

Mas sem dúvida, eles cantando "Garotos" tornou o espetáculo mais que especial pra mim. Adoro essa música de muito tempo, e sempre quis ouvi-la ao vivo. Essa foi a primeira vez, espero que de muitas outras.

O Show de quase 3 horas de duração, em uma das casas mais legais da Lapa, tornou especial meu primeiro encontro com essa banda, que para se diferenciar, se vestem de palhaços e piratas. Em suas músicas temos violino, sax, clarineta, cavaquinho, entre outros instrumentos mais usuais em uma banda. As músicas são fantásticas também. As letras te fazem pensar, e os ritmos, dão vontade de dançar. Algumas músicas tem o ritmo parecido com forró. Se a fundição não tivesse tão cheia, sem dúvida teria dançado muito.

Agora sim posso pegar os cd's e ouvir com calma as músicas. Próximo show deles no RJ, estarei presente!  E farei bolinhas de sabão no meio!

Eles podiam fazer um show na praia! Ia ser imperdível!!!

Agradeço a Gisele por ter me chamado pra ir, e a Mary e a Mille por irem com a gente! Acho que todos tiverem um sábado a noite digno de recordar!

3 de dez de 2010

Desistir

É muito difícil desistir de alguma coisa. Talvez mais difícil ainda do que seguir em frente.

Admitir que estava errado, que fez uma escolha ruim, que ali não é o seu lugar... isso são coisas realmente difíceis de fazer.

Demorei 2 anos conseguir. 2 anos que segui em frente. 2 anos que perdi.

Quando as pessoas te falam pra você não desistir de um sonho, pense se é realmente do seu sonho que elas estão falando. Pessoas mudam, assim como sonhos. Você tem o direito de desistir!

Chega a doer fisicamente desistir de uma coisa que em algum momento você realmente gostou. Eu cheguei lá. Estava praticamente realizando um sonho. Mas acho que essa simplesmente não era a minha vida...

Se o sonho mudou, ou se eu mudei, ou o que de verdade aconteceu, nunca vou saber. Já pensei muito tempo nisso. Mas hoje, quando alguém me fala "não desista" eu tento pensar em todas as conseqüências de seguir em frente. Algumas são maiores e mais definitivas do que desistir.

Começar de novo não é vergonha. É coragem.

Ter coragem de abrir mão de uma coisa que deu errado, que está errado, é uma coisa bem complicada. Ouvir a decepção na voz dos outros, no olhar. Explicar para todos porque você resolveu mudar...

Se você está no começo, "ainda é muito cedo pra saber que você não gosta de verdade, as coisas mudam, ficam mais específicas", se está no meio ou no final, "mas agora? depois de todo esse tempo você vai jogar tudo fora?" As pessoas a sua volta nunca estão a seu favor. Apenas as poucas que já passaram pelo que você está passando... Admitir pra elas, para o mundo, que você está desistindo, talvez seja a coisa mais difícil de se fazer.

Desistir não é o problema. O problema é nem tentar.

Ainda é muito cedo pra dizer que minha mudança valeu a pena. Por enquanto, está valendo.

Uma coisa eu tenho certeza, não voltarei atrás. Não tentarei seguir em frente por um caminho que sei que não é o meu.

Mas eu vou continuar desistindo e seguindo o caminho que eu sentir que me dará maior felicidade.

Não estou dizendo para desistir no primeiro problema, porque acredite, não importa para onde você vai, sempre haverá problemas. Mas não tente seguir em frente quando o problema é maior do que você.

Certas coisas simplesmente não são para ser!

1 de dez de 2010

Série: Dexter

Vou escrever sobre essa série porque o episódio dessa semana foi muitoooooo bom!

Já está quase no final da 5ª temporada.

A história é sobre um serial killer que mata serial killers. Ele trabalha para polícia, e por incrível que parece, quem ensinou tudo a ele foi o PAI dele. Ele tem uma irmã, que para quem não sabe, na vida real, os atores são casados. (em uma fugida de fim de semana pra vegas!!!)

É um seriado com uma lógica muito simples e fácil de acompanhar. Em cada temporada, existe um serial killer master, que desafia o Dexter de alguma forma muito emocionante, e em cada episódio ele mata algum assassino menor. Não entrarei em detalhes, senão para quem não viu vai perder a graça.

O que digo é que na primeira temporada ele se considerava um monstro. Nesse último episódio, ele está se sentindo bem humano. Na verdade, quanto mais as temporadas passam, mais humano ele vai ficando. Na primeira temporada ele era bem robótico, tinha uma namorada que tinha traumas e por isso o namoro era só mão dadas. Por não ter sentimentos, ele tinha problemas com sexo. Mas ele superou isso. Se eu não me engano, no final da primeira temporada ainda...

Com o passar das temporadas, ele conseguiu uma família, e na temporada passada, ele ganhou um filho. Agora nessa temporada, está ele se virando para ser pai, serial killer, o homem do sangue da polícia de Miami, irmão e ainda tem uma nova mulher no pedaço. (diga-se de passagem, ela é a responsável por ele se sentir humano, depois de tirar uma vida humana - apesar dessa vida não merecer existir!)

O seriado se passa em Miami, e nessa temporada teve até um episódio que tocou um Funk carioca (aquele: "é som de preto, de favelado, mas quanto toca, ninguém fica parado"). Achei muito engraçadooo...

Enquanto o personagem vai ficando mais humano, sem deixar de matar os culpados, eu vou acompanhando aqui o trabalho espetacular de Michael C. Hall, que teve câncer ano passado, mas nem por isso deixou de gravar o final da 4ª temporada. Por isso demorou um pouco para voltar essa nova temporada...


E os escritores da série, estão sempre se superando!!!... Assistam!!! Vale muito a pena! O chato só é que os livros são atrasados, e já sabendo o final, acho que perdeu a graça ler os livros. Mas se você ainda não viu o seriado, leia os livros primeiro!!! haha

20 de nov de 2010

Série: Nikita

Há primeira vista, não me pareceu um seriado tentador. História antiga, a não achava a atriz bonita o suficiente para o papel. A foto que deu problemas em alguns países por ser super sensual, não achei nada demais. A mulher é reta, como característica de orientais. Mas quando dei uma chance, me apaixonei.
Agora é mais um seriado que fico contando os dias pra sair. 
E o pior, é que a CW fez uma pausa nos episódios. Agora só em dezembro!...

Mas falando um pouco do seriado...

É a velha história da Nikita, pelo que me contaram. Confesso que nunca vi o original. Mas a espiã renegada está muito boa. Querendo destruir seu criador, com direito a espiã dentro da agencia de treinar espião... É uma confusão que só vendo pra entender.
Mas vale a pena ver. Tem suspense, ação e claro, um pouco de romance. Os pares românticos ainda não estão completamente definidos, mas já deu pra ter uma noção. 
A história dos personagens, que aos poucos vão sendo reveladas, sempre aparecem de forma a surpreender.

Se continuar do jeito que está, será um série de muitas temporadas! Está até concorrendo ao "peaple choice award", pelo que vi no site da CW.

Quem tiver um tempo e quiser conferir, aconselho!!

13 de nov de 2010

O que é ter insônia...

Definição da Wiki: insônia caracteriza-se pela falta de sono ou por uma dificuldade prolongada para adormecer por vários dias.


Mas na prática, ter insônia é uma coisa muito chata. Você chega em casa depois de um longo dia, sente seu corpo cansado, seu cérebro cansado. Tudo que você mais quer é sua cama, dormir e descansar.
Ai você deita, depois de se trocar e fazer a higiene normal.
Ai você fica olhando para o teto.
Ai você pensa o quanto está cansado.
Como é bom estar na cama.
Mas cadê o sono?


Você vira para direita, para esquerda. Tenta barriga para baixo, barriga pra cima e nada do sono vim.


Fica pensando em como você estava cansada a meia hora atrás, querendo muito uma cama, querendo poder dormir.
E agora, que você está na cama, nada.


Então quando o sono está chegando (normalmente depois de 40, 50minutos) vem um mosquito no seu ouvido e te acorda de novo. Mosquito maldito, aparece justamente quando você está quaseeee dormindo...
Assim que aparece o mosquito, sua primeira opção é tentar ignorar. Mas o bicho não deixa.
Ai você acaba levantando, pegando a raquete elétrica de matar mosquitos para mata-lo.
Procura, procura mas o bicho sumiu.
No final, sempre acho que o mosquito faz parte da minha imaginação...


E de novo deito na cama pra dormir...
e começa tudo de novo, porque dormir mesmo, demoraaaaa....

26 de out de 2010

Livro: Sussurro

Mais do mesmo. Sussurro e Fallen começam praticamente iguais.
1 garota principal, 1 amiga maluquinha, 2 meninos - um que ela gosta, outro que ela acha que deveria gostar.
Até a metade do livro, escolhe um para ler. É a mesma coisa.
Mas da metade pro final, as histórias são bem diferentes. Devem ter saido da mesma parte da bíblia, então duvido que não terminem iguais (quem sabe com a batalha do apocalipse?).
Mas como é moda agora, ninguém mais simplesmente escreve um livro, escrevem uma série.- é o mundo capitalista! - e a continuação ainda não saiu em português - mais uma semelhança com Fallen, diga-se de passagem.
Apesar de parecidos, esse livro está mais para cidade dos anjos que qualquer outra coisa. Apesar de ter um pouco da série Supernatural, uma vez que os anjos não são exatamente anjos. Eles brigam, eles querem estar no topo da hierarquia, sentem ciúmes, amam e desejam. O único problema é que não sentem. (reconhecem essa história?), e a idéia toda do livro é como em muitos outros, um ser sobrenatural que só queria ser humano.
Não sei qual é exatamente o fascínio desses escritores pelo humano, apenas o fato de sermos frágeis e mortais.

Apesar da história em si ser melhor, o livro não está bem escrito. Pode ser uma tradução mal feita, pode ser mal escrito mesmo. Só lendo o original para saber.
Outra coisa que achei no mínimo engraçada desse livro foram as propagandas que existem no texto. Elas não são sutis. A calça da Levi's é quase um personagem do livro. É sério. O tempo todo alguém está vestindo, andando ou chegando com a calça Levi's. Fora as outras propagandas da Fiat e do Google. Será que eles patrocinaram o livro? Mas isso seria uma coisa muito feia de se fazer. E qual o público que vai ler isso?
Tudo bem que se alguém tivesse patrocinado best sellers como Harry Potter ou Crepúsculo teriam feito muita propaganda, quase gratuita. Mas ainda acho que se tivesse rolado propaganda assim, esses livros não seriam best sellers.
Eu quero trabalhar com propaganda, acho muito legal, mas tudo tem limite. Com todas as novas tecnologias, o livro impresso cada vez mais é um ritual. Não comecem a encher de propaganda que apenas irá destruir o prazer do livro. Coloca a marca do lado de fora do livro, a foto da capa com seu produto, mas não coloca nas palavras.

E esse é mais um livro sobre um ser sobrenatural que deseja ser humano, ou encontra seu lado humano, ou qualquer coisa do gênero. Quero saber qual será o próximo mostro a virar simpatizante da raça humana. Até agora já foram vampiros, lobisomens (apesar que estes ainda não acabaram com a humana) e anjos. Será que teremos zumbis? ou centauros?
Mas tenho certeza que será alguma coisa bem parecida com o que já existe. As pessoas precisam de ter idéias novas.
Fica ai a dica de leitura, para quem gosta.

24 de out de 2010

Cadê novos episódios?

Se tem uma coisa que realmente me irrita é quando uma série simplesmente não sai uma semana.
Está no meio da temporada. Saiu 4 episódios. Porque parar por uma semana???
Qual a razão?
Alguém sabe me explicar porque acontece essa pausa? Qual o motivo?

No meio da temporada, o gancho final de cada episódio normalmente é muito bom. Quase sempre fico bem curiosa, esperando a semana inteira pelo próximo. E quando finalmente a semana passa, cadê o episódio?

"Essa semana não. Você só vai fazer o que aconteceu na semana que vem."

Sinceramente isso só me faz perder o interesse na série.

Assim como quando demora mil anos para voltar a série, entre temporadas. As vezes, nem volto a ver a série. Já não achava tão legal, voltou quando tinha várias outras séries legais passando junto. Já esqueci várias coisas das temporada anteriores.

Já era, a série perdeu uma fã.

Agora eu realmente queria entender o porque dessas pausas...

13 de out de 2010

Série: The Glades

Ontem assisti ao último episódio da primeira temporada dessa série. É muito divertida.
Peguei para assistir devido a falta do que fazer. Vi o trailer no site, achei que seria interessante, mas sinceramente, não achei que seria tão legal quanto é.
A história é sobre um detetive de Chicago que tem um desentendimento com o chefe (de acordo com o que foi contato até agora, foi suposto que ele dormiu com a mulher do chefe. Ele nega.) e por isso tem que se mudar para Miami.
Como ele é muito bom, logo é contratado pela polícia de lá.

Ele desvenda casos bem... peculiares.

É bem difícil definir quem vai ser o culpado. (apesar de que, normalmente, em qualquer série desse gênero, é o primeiro suspeito que foi entrevistado...). Logo no primeiro episódio, ele mata um jacaré para tentar encontrar os restos mortais da vítima na barriga do animal.
Outra coisa bem engraçada e diferente dessa série, é que o par romântico dele, é casada. Com um cara que está na cadeia. E tem um filho. É uma situação muito diferente, com um triângulo amoroso entre bandido, policial e mocinha (que é enfermeira e estuda para ser médica.)

Outra peculiaridade da série é o fato dele não ter parceiro. Tipo, no primeiro episódio ele tem. A partir do segundo, o médico legista praticamente vira o parceiro. (para entender tem que assistir... haha)
Engraçado é como o médico legista tem tanto conhecimento de biologia. (muitos dos casos são necessários conhecimento de zoologia e botânica para resolve-los)
A série terminou com gostinho de quero mais. Mas ano que vem ela volta! Já foi renovada e merecidamente!
Para quem ainda não assistiu tem 13 episódios de muita diversão para ver.
Para quem já assistiu, só nos resta esperar ano que vem!...

9 de out de 2010

Livros: Sophie Kinsella

O primeiro livro que li dessa autora, foi "As listas de casamento de Becky Bloom". Se eu não me engano é o segundo livro da série Becky Bloom, o primeiro inclusive virou filme. Sinceramente, não gostei. O livro não tinha trama, a grande preocupação dela era completamente superficial. A protagonista era sem graça e comum. Tanto não curti, que nem peguei para ler os outros livros da série para ler. Vi o primeiro filme, achei sem graça. Deixei para lá.

Mas um dia, fui fazer uma viagem e peguei no aeroporto o livro "Lembra de mim?". Vi que era a mesma autora -  até porque em todos os livros dela colocam em baixo do nome dela "autora da série Becky Bloom" - mas a verdade é que achei a história interessante. Resolvi dar uma chance a autora, até porque tinha uma longa viagem pela frente. Peguei o livro para ler. Só posso dizer que o livro me surpreendeu. A protagonista não era complemente superficial, tinha uma história de vida bem interessante... enfim, foi um livro que realmente curti. (esse sim deveria ter virado filme...).

Enfim, até ai tinha lido um livro não muito legal, e um bem legal escrito por ela. Ainda não sabia que conclusão chegar.

Estava na Saraiva, precisava trocar um livro e não sabia exatamente que livro escolher. Vi o recém lançado "menina de vinte", fiquei na dúvida e resolvi tirar a prova de fogo. Afinal, acredito que as pessoas podem evoluir. Além disso, a orelha pareceu no mínimo curiosa. Comprei o livro, como estava meio sem tempo, deixei para ler quando pudesse me dedicar. Afinal, esse é o tipo de livro que tenho que ler de uma vez só.
Finalmente peguei o livro para ler. Aconselho todos a lerem. Essa autora de fato evoluiu. A história é engraçada, dramática e realmente deveria virar um filme. Apesar de ter um fantasma na trama, ela não entra no assunto religião. Não discute Deus, nem nada do gênero. Fala um pouco de morte, mas nada que chame muita atenção. Tem as intrigas familiares que realmente são surpreendentes. Normalmente eu descubro o que vai acontecer nessas histórias com alguma antecedência. Dessa vez, só percebi quando estava escrito (pelo menos no que se refere a trama familiar). Um livro que tem final. E este é feliz. (odeio livros que não tem final).

É uma história muito interessante que aconselho todos que gostam de romances lerem.

5 de out de 2010

Livro: Quem tem medo de escuro?



Meu irmão vai mudar. Como ele não sabe reler livros, revolveu deixar os dele aqui em casa. E um dos livros que vieram para cá é o "Quem tem medo de Escuro?" do Sidney Sheldon.

Já tinha lido livros desse autor antes. Sempre suspense e as histórias costumam ser interessantes. O livro estava aqui, consegui um tempinho na faculdade, resolvi lê-lo.

Tenho que admitir, o livro é bom. É uma história de conspiração mundial, com as personagens principais sendo uma modelo com traumas na infância e uma mulher relativamente comum. O vilão é um psicopata apaixonado por uma psicopata. Com esses personagens bem bolados, e história flui fácil. Mas tem algumas coisas estranhas no livro que não me convenceram.

Para começar, em um ponto do livro, o capanga do psicopata (que nada mais é que outro psicopata) fala que não se importa de fazer sexo com defuntas. Ai no final, ele atira com uma bala de xilocaina (isso sequer existe?) para parecer que elas morreram, espera até elas acordarem do analgésico para depois tentar estupra-las. Ainda não entendi porque ele não abusou delas quando estavam inconscientes ou mesmo porque não as matou e depois fez o serviço particular.

Outra coisa, é o controle do tempo proposto pelo livro. Que no posfácio o autor nos faz acreditar que EUA e URSS, ou atualmente a Rússia, já teriam esse controle a muito tempo, e as chuvas ou secas estranhas do mundo são na verdade eles controlando tudo. Teoria da Conspiração é pouco para isso.
De qualquer jeito, a tecnologia envolveria lazers de nanotecnologia que seriam capaz de fazer de reagir oxigênio com hidrogênio, formando ozônio e água. Confesso que ainda estou tentando balancear a equação até agora.
E outra pergunta, como um computador em NY conseguiria lançar raios com nanotecnologia em todo o mundo? Não faz muito sentido..

No meio do livro tem umas histórias que ainda não entendi o porquê. O casamento da irmã do cara de Denver ainda é sem sentindo algum. Não faz a mínima diferença para história... E ainda está colocado bem no meio da história da vida da modelo, que é muito mais interessante...

Ainda tive alguns problemas físicos com o livro, já que ele desmanchou na minha mão. E olha que sou cuidadosa... a Record já teve mais qualidade com seus livros...

Para quem gosta de suspense e teorias da conspiração, é um livro bem interessante.Mas lembre-se de ignorar seus conhecimento de química... (isso porque eu não sei física, que deve ter vários outros problemas nessa área.)

29 de set de 2010

Fall Season

Finalmente setembro chegou e as séries estão retornando. A esse ponto, praticamente todas que me interessam já retornaram.
A verdade é que ia escrever sobre cada uma delas, mas estou meia sem tempo, então vou falar um pouco de algumas que marcaram mais nessa nova temporada.



Para começar, 90210 começou a 3ª temporada muito bem. Já na primeira temporada, a Ane perdeu o papel principal para Naomi, que de malvada, virou protagonista. E nessa nova temporada Naomi está mais fantástica que nunca. Representou muito bem o estupro, com medo de todos e com medo de falar. Agora que recuperou o dinheiro, tudo indica que o professor vai se dar muito mal, as intrigas continuam...




Porém intrigas como em Gossip Girl não há. A série começou a 4ª temporada em Paris. Serena e Blair procurando esquecer os amores de NY e Chuck procurando esquecer quem ele é. A nova namorada do Nate, será que é a tão misteriosa blogueira e super bem informada? E quando a Serena descobrir o que aquele mulher está tramando... coitada. E o bebê da Georgina? De quem será? A essa temporada promete.


Outro série que estreou foi Glee. Na verdade, não estou gostando tanto dessa. A primeira parte da 1ª temporada é muito divertida. Mas desde que ficou muito famoso, sei lá, parece que forçam um pouco as musicas que irão cantar. Ainda está divertido, exagerando nos estereótipos da galerinha, mas sinto falta do Jessie, e não gostei do casal Finn e Rachel. Eles estão tão... perfeitinhos. Está sem graça, os numeros musicais estão um pouco exagerado, e fizeram um episódio da Britney. Aliais, quem se destacou nesse episódio foi a Britney da história, que dançou perfeitamente. Quem é aquela garota?? Mas a participação da Britney original foi forçada.





Outra que voltou mais engraçado que nunca é two and half man. Depois de quase não renovar no ano passado, dos problemas do Charlie, e do aumento de salário... (como eu queria o salário dele!) a warner resolver renovar e por enquanto, está dando certo. A temporada está fantástica. Aliais, vocês sabiam que orgia é acima de 6 pessoas? (para entender tem que ver o primeiro episódio!)...

The Big Bang Theory voltou, mas ainda não mostrou para que veio. O primeiro episódio foi normal, apesar da nova namorada do Sheldon ter dado um toque diferente. Vamos ver se eles conseguem fazer episódios tão bons quanto das duas primeiras temporada.







Depois continuo falando das séries que voltaram e das que estrearam!

12 de set de 2010

série: Merlin

Para quem conhece, voltou ontem a série Merlin, produzida pelo canal BBC de londres.
A serie conta a história de um Merlin jovem e ainda sem total controle de seus poderes, um Arthur arrogante e ainda príncipe.
Morgana que nas duas primeira temporadas era bem sem graça, fugindo da sua magia, agora voltou como malvadona querendo destruir Uther (pai de Arthur, e por enquanto, ainda o Rei de Camelot).
Para completar, tem um dragão, que nas primeiras temporadas ficava dando conselhos ao jovem Merlin, e agora que foi libertado vem com tudo pra cima. As duas primeiras temporadas foram boas...

O primeiro episódio dessa terceira temporada está fantástico. Vale muito a pena. Mas já vou avisando que não termina. Fica a vontade de ver o próximo episódio, que agora só semana que vem!...

E aliais, bem vindos a Fall season. Várias das nossas séries favoritas chegando ao longo do mês.

19 de ago de 2010

Livro: Fallen

Para ser honesta, acabei comprando esse livro porque gostei da propaganda. Vi no cinema e dizia o seguinte:

" Se você se apaixonou por um vampiro, espere até conhecer um anjo".

Achei no mínimo interessante, e resolvi procurar o livro na loja para saber do que se trata.
A principio, pensei que seria uma espécie de crepúsculo, só que em vez de vampiros, seriam anjos. Só de ler a sinopse já se percebe algumas diferenças. No caso desse livro, ela fica em um internato, então acabei pensando uma mistura de Harry Potter com Crepúsculo. Achei uma combinação no mínimo interessante.

Acabei comprando. Resolvi dar uma chance. As histórias atualmente são sempre mais do mesmo.

O livro me surpreendeu. A história é boa, apesar de estar meio mal editado, com alguns erros de português, faltando algumas palavras. Sabe quando o livro muda de um parágrafo para o outro, mudando completamente de assunto e parece que você perdeu o que estava acontecendo? Você volta, procura, mas não acha aquilo que perdeu, pensa que para frente vão explicar, mas nada. Isso acontece algumas vezes nesse livro também.

Mesmo assim, ainda é um livro que prende a atenção. Claro que quando estamos falando de anjo caído, sempre acabamos nos deparando com o velho testamento, e toda a história de Lúcifer e o apocalipse.

Esse ainda é o primeiro livro da série - a continuação sai nos EUA final de setembro... O livro tem bastante mistério, o que me fez ler sem parar, tentando decifrá-lo. Se tratando de Bíblia, anjos caídos e inferno na terra, aposto como em algum momento a batalha do apocalipse irá acontecer, mas ainda não é nesse volume.

Lúcifer ainda não apareceu... ou pelo menos, não foi apresentado como tal.

Apesar desse fundo meio religioso no livro, a verdade é que não tem muito a ver não. É sempre interessante as histórias que inventam antes de chegar a grande batalha final, em que provavelmente será a humana Luce que irá decidi-la.

De qualquer jeito, vale a pena dar uma conferida...

15 de ago de 2010

Minha imaginação é muito mais legal!

Como eu estava lendo a seqüencia do Harry Potter deu vontade de ver os filmes. 
Desde o primeiro filme, que sempre saio do cinema muito decepcionada - no mínimo. Mas os dois primeiros filmes eu ainda comprei os filmes - quando lançaram em DVD - e ainda colecionei o álbum de figurinha. 
Mas ai veio o terceiro filme - que era o mais esperado, porque ainda hoje, é a história que mais gosto - e o filme foi uma porcaria... Sai chateada do cinema... Já tinha até comprado o álbum de figurinhas, tinha começado... parei na mesma hora. Desde então, até vou assistir os filmes no cinema, mas tento pensar que são coisas separadas.
No caso do sexto filme/livro de fato são coisas bem diferentes. A primeira cena do Harry no café da estação de trem... até agora estou procurando essa cena em algum livro. Eles praticamente mudaram a história. Na minha imaginação, tudo era bem mais legal!...
Não que os atores sejam ruins. A verdade, é que na minha imaginação os atores de fato já ganharam vida. Minhas cenas são com eles mesmo. O Harry é exatamente daquele jeito. A Hermione, o Rony, o Dumbledore também são os mesmo atores. Aliais, o Draco Malfoy também é bem perfeito... (Como as crianças cresceram certo? Do primeiro filme para esse último...). Eu visualizo bem eles na minha mente. E quando vejo o filme, procuro por aquelas cenas.. e aparecem essas coisas nada ver...
Desde quando a toca é queimada? Desde quando o Harry é um pegador? E desde quando as pessoas ficam no corredor do castelo se pegando? O Harry nunca quis esconder o livro de poções. Ele faz isso por força maior. E aquele beijo na Gina muito nada a ver... Esperava que fosse depois da partida de quadribol e não na sala precisa, escondido.


Enfim, apesar de ser uma completa apaixonada pelos livros, o filmes sempre me decepcionam...
Mas afinal, que filme é melhor que seu original no papel????
Na minha imaginação, as coisas são muito mais legais!!!



14 de ago de 2010

Sherlock Holmes

Sempre fui fascinada pelas histórias do famoso detetive Sherlock Holmes. Até a adolescência, acreditava que ele foi real.. Demorei muito tempo para descobrir que ele, na verdade, é apenas ficção. Mas as histórias dele  foram sobrevivendo ao tempo.

Agora, a BBC, canal Britanico de televisão, lançou uma minisérie de apenas 3 episódios de 1he30min cada sobre o Sherlock Holmes. Obviamente fui assistir para conferir.

O trabalho foi muito bem feito. A série está divertida e ao mesmo tempo cheia de mistérios. O Sherlock está mais metido que nunca. Sempre inteligente para descobrir sobre a vida das pessoas, e negando conhecimentos básicos como "a terra gira em torno do sol" - "para que vou encher minha cabeça com esse tipo de conhecimento, que não vai me ajudar a descobrir os mistérios".

A série tem direito a assino profissional, a contrabando por gangue chinesa, um irmão do Sherlock que se considera seu arqui-inimigo, e claro, o grande inimigo do Sherlock, o prof. Moriaty. Sempre por trás de todas as tramas.

Vale a pena dá uma conferida nessa série.

Obs. Com o sucesso desses três episódios, a BBC já se programou para fazer mais episódios. Ainda não se sabe quantos serão filmados, nem como será realizada essa segunda temporada, mas esta já está confirmada! Agora é só esperar por notícias.

7 de ago de 2010

Serie: Big Bang Theory

Para aqueles que se interessam, a volta de Big Bang theory a televisão já está marcada pra o dia 23 de setembro - nos EUA, claro (mas a gente dá um jeito de assistir por aqui).

De qualquer jeito, a CBS soltou o primeiro poster dessa nova temporada da série.



Bom, para os fanáticos por séries, como eu, setembro é um mês bem esperado, visto que muitas séries, mas muitas mesmo, estrearão no que eles chama de Fall Season (temporada de outono). Ou seja, volta tudo em setembro, além de estrear algumas outras que estou bem curiosa para ver.

4 de ago de 2010

Harry Potter

Ainda estou lendo os livros... verdade que praticamente 1 por dia - isso porque estou tentando ler devagar - então é o assunto que tenho para discutir.


Uma coisa que me faz admirar muito a série é a lógica das coisas. Como nada passou despercebido. Apesar só prestarmos atenção à Sirus Black no terceiro livro, se você leu com calma o primeiro, verá que Hagrid comenta sobre ele. Várias passagens dos primeiros livros são comentadas nos seguintes. Passagens que muitas vezes não percebemos. Não existe no Harry aquela história que acontece em muitas series e livros de aparecer uma cidade, um esporte ou qualquer outra coisa apenas na hora que foi comentada pelo protagonista. 
A história está lá, a situação existiu antes, mas você apenas não tinha percebido anteriormente por achar que não fazia diferença.


Essa é uma das 'vantagens' de reler um livro. Você presta atenção nesses detalhes. E, claro, encontra erros de tradução/escrita na sua edição. 


Continuando com Harry, estou no terceiro livro da série, que na minha opinião, é o melhor. 
Para começar, o Harry não luta com o Voldemort nesse edição. E ele conhece alguém da família que de fato gosta dele. Além disso, é o ultimo volume antes de começar a matança. 


A partir do quarto livro começa todo mundo a morrer. Até a coruja morre em um momento. Sobra apenas a geração do Harry - praticamente todos os mais velhos morrem na luta contra o Voldemort. 


Apesar de gostar muito da história, mesmo que o final tenha deixado muito a desejar - talvez porque eu tive alguns anos para pensar no final da história, muito tempo para bolar perguntas, e na verdade, ela não respondeu nem metade das minhas perguntas no último livro - tenho que admitir que a Rowling gosta de matar personagens. Precisava mesmo da coruja morrer? Até o elfo domestico do segundo livro morre. Será que era para mostrar que ninguém estava a salvo, nem mesmo os animais? Foi meio exagerado não?


Sobre o Harry, por enquanto é isso.


Obs. na minha edição da "Câmera Secreta" a araguogue não fala nada da menina morrer no banheiro, e essa é a chave pro Harry descobrir a entrada da câmera - falha da tradução ou erro da escritora???

3 de ago de 2010

Miley Cyrus - Can't Be Tamed

Admito que meu gosto musical é meio duvidoso. Gosto da musica da Miley. Na verdade, gosto da letra, a voz dela nem me agrada tanto, mas como é o pacote, fazer o que?

Can't be Tamed é o nome do ultimo CD e o nome de uma das musicas do mesmo. Confesso que quando ouvi a primeira vez, não curti muito. A unica musica que gostei foi a "Every rose has its thorn" que na verdade é da banda "poison". Mas depois, dei uma chance para o resto das musicas.

Elas são bonitas quando se percebe a letra. Essa música tem um letra bem particular, que acho que todas as meninas devem se identificar. "they try to change me, but they realize they can't" (eles tentam me mudar, mas percebem que não conseguem). Afinal, o mundo nunca nos quer do jeito que somos, e sempre temos que nos adaptar.

O clipe é bem estranho!... Quando vi a primeira vez, fiquei sem palavras. Não vi nada de Hannah Montana nessa musica ou nesse clipe. A garotinha da Disney cresceu e está tentando mostrar isso ao mundo.

Bom, ai vai a letra da musica e o clipe logo abaixo.

For those who don't know me
I can get a bit crazy
Have to get my way
24 hours a day, yep
Cuz I'm hot like that
Every guy everywhere
Just gives me mad attention
Like I'm under inspection
I always get til 10
Cause I'm built like that

I go through guys like money
Flyin' out the hands
They try to change me
But they realize they can't
And every tomorrow is 
A day I never plan
If you gonna be my man understand

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed

If there's a question about my intentions 
I'll tell ya
I'm not here to sell ya
Or tell you to go to hell
I'm not a brat like that
I'm like a puzzle but
All my pieces are jagged
If you can understand this
We can make some magic
I'm wrong like that

I wanna fly I wanna drive I wanna go
I wanna be a part of somethin' I don't know
And if you try to hold me back I might explode
Baby by now you should know

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed

Well I'm not a trick you play
I'm wired a different way
I'm not a mistake
I'm not a fake
It's set in my DNA
Don't change me
Don't change me
Don't change me
Don't change me
(I can't be tamed)

I wanna fly I wanna drive I wanna go
I wanna be a part of somethin' I don't know
And if you try to hold me back I might explode
Baby by now you should know

I can't be tamed
I can't be saved
I can't be blamed
I can't, can't
I can't, can't be tamed
I can't be changed
I can't be tamed
I can't be (can't be)
I can't be tamed




Harry Potter e a Pedra Filosofal



Resolvi reler Harry Potter.


Acho que pela primeira vez lerei os 7 livros direto, sem outros livros no meio, sem ficar esperando o próximo sair.


A verdade é que enquanto saiam os últimos livros, não tinha paciência de pegar desde o primeiro para reler, afinal, as duas primeiras histórias não são tão boas comparadas com as ultimas. Além disso, como quando comecei a ler a história desse bruxinho, só existiam os dois primeiros livros, já conhecia essas histórias de cor.


- Sim, eu fui uma das primeiras fãs de Harry no Brasil. :)


Mas a verdade é que a "Pedra Filosofal" me surpreendeu. Tinha esquecido como o Harry era inocente, sem teorias da conspiração. Como ele não sabia que era famoso, e se sentia mal por atrair sem querer os olhares de todos. Ele não lembrava de ter feito nada, não pensava que era especial de qualquer forma. É engraçado perceber a família Wesley ainda achando que ele é o grande HARRY POTTER... E para quem não se lembra, a Hermione era realmente uma chatinha. Eles não gastavam dela! Aceitaram ela no grupo quase que por necessidade.


É divertido ler as perguntas do Harry para o Dumbledore e saber as respostas certas, mesmo que D. não tenha as tenha dado nesse livro. Perguntas que antes eu simplesmente ignorei e não achei muito importante...


Mas desde esse primeiro livro, a Rowling já mostrava um senso de lógica bastante dela. Só para para pensar nos desafios para chegar a pedra filosofal. Os amigos Harry não estão ali por acaso. A lógica da Hermione, o jogo de xadrez do Rony também... não lembro deles jogarem nos próximos livros... e claro, o quadribol do Harry. Parece que os professores fizeram aqueles desafios para que eles passassem, certo? E com o detalhe que eles aprenderam como passar no primeiro ano do colégio. Isso porque a pedra estava em segurança máxima!!!!


Como meu livro foi uma das primeiras edições aqui do Brasil está cheio de erros... ( será que valem muito dinheiro? Lembro que a primeira publicação foi vendida por milhões só porque o nome da JKRowling estava escrito errado!) - De qualquer jeito, o Malfoy é Drago, a Professora Spout ainda é homem, e a inscrição no espelho de OJESED não faz sentido nenhum.


Eu andava meio esquecida do amor que sentia por esse livro. Eles enrolaram tanto para sair os filmes e os livros, que fui crescendo e perdendo o interesse. Mas é só abrir o livro e dá uma chance de novo, que sou conquistada inteiramente. Leio sem parar. 

2 de ago de 2010

Primeiro Post

Primeira vez que escrevo um blog tendo noção do que estou fazendo. E na verdade não tenho muita certeza se realmente sei o que estou fazendo...
De qualquer jeito resolvi escrever isso aqui para registrar meus pensamentos sobre livros, seriados e filmes. 
Então prepare-se que vão ter muitas coisas...Para começar, eu sou meio lugar comum. Adoro os livros da moda.
Harry Potter e Crepúsculo são alguns dos livros que mais leio - e quando falo mais leio, é porque ler uma vez só é pouco... sempre leio mais vezes.Harry Potter e Crepúsculo são alguns dos livros que mais leio - e quando falo mais leio, é porque ler uma vez só é pouco... sempre leio mais vezes.
Quanto a seriados e filmes, gosto dos hollywodianos mesmo. Two and Half Man, The Big Bang Theory, Gossip Girl, 90210 são alguns dos que assisto sempre.Quanto a seriados e filmes, gosto dos hollywodianos mesmo. Two and Half Man, The Big Bang Theory, Gossip Girl, 90210 são alguns dos que assisto sempre.
câmeraSão raros os filmes alternativos que gosto. Para eu assistir, tem que ter no mínimo uma história legal e ser bem feito. Essas coisas estranhas, sem efeito nenhum, feito em câmera de fundo de quintal eu não curto não.
Já aviso que não sou muito revolucionária, mas quando estou de mau humor talvez deixe passar um pouco das minhas idéias mais assustadoras.Já aviso que não sou muito revolucionária, mas quando estou de mau humor talvez deixe passar um pouco das minhas idéias mais assustadoras.
Enfim, resolvi escrever esse blog devido a uma amiga - que sempre me ouviu pacientemente contar sobre o seriado que tinha descoberto no fim de semana, sobre o novo livro que estava lendo ou sobre o filme que assisti. Ela disse que seria legal um blog com meus comentários sobre isso. Bom, confio nela.
Por agora é isso...